Por Favor aguarde...
 
   Lembrar dados
 
   Esqueci-me da password
 
 
 

Quando escolheu o nome do seu bebé?

Ver Resultados

Indeminizações para quem tomou talidomida

Indeminizações para quem tomou talidomida

Os filhos das mulheres que tomaram talidomina serão indemnizados.


Um diploma aprovado pelo Presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, contempla o pagamento de indemnizações aos filhos que tenham nascidos deficientes e cujas mães tomaram talidomida durante a gravidez.

O medicamento tinha sido muito receitado nas décadas de '50 e '60, para tratamento de náuseas nas grávidas.
Veio a saber-se mais tarde que este medicamento teria efeitos secundários, graves, na formação do feto, perfazendo um total de 277 vitimas destas mal formações.

Agora, o Estado brasileiro irá pagar as indemnizações, que atingem os 34,5 milhões de reais (cerca de 13,5milhões de Euros). E serão distribuídas como pensão extraordinária, e não transmissível.

Por outro lado, também o governo britânico assumiu as desculpas e veio a publico fazer um pedido de desculpas às vitimas da talidomida. Anunciou ainda que seriam disponibilizados 22 milhões de Euros para o pagamento de indemnizações.

Este medicamento (talidomida), foi retirado do mercado em 1962, assim como da lista internacional de medicamentos, após o registo de 10 mil casos de bebés com defeitos congénitos, em todo o mundo.

As mal formações apresentadas passavam pela nascença sem braços e/ou pernas, ou sem um membro. Muitos tinham ainda problemas de audição e visão.



19-01-2010

Notícias por mês:  
 
Votar

Cria um countdown da tua gravidez


 
comments powered by Disqus