Por Favor aguarde...
 
   Lembrar dados
 
   Esqueci-me da password
 
 
 

Quando escolheu o nome do seu bebé?

Ver Resultados

Fumar aumenta risco de estrabismo no bebé

Fumar aumenta risco de estrabismo no bebé

Um estudo recentemente realizado feio comprovar mais um efeito maléfico para o bebé, nas mães fumadoras. O estudo defende que fumar na gravidez aumenta o risco de estrabismo na criança.



Estudos anteriores já tinham associado o tabagismo e o consumo de álcool, durante a gravidez, ao estrabismo no bebé. Contudo, a relação entre o nível de exposição e o risco da patologia no bebé não tinham ainda sido analisados.


Agora, porém, os dados são conclusivos: cada cigarro fumado pela grávida aumenta em 5% o risco de o bebé nascer com estrabismo, efeito que aumenta no final da gravidez.


O estudo, publicado no American Journal of Epidemiology, verificou que as mulheres que tinham fumado durante a gravidez apresentavam um risco 26% superior de ter um filho com estrabismo, do que as mães não-fumadoras.

Sendo que o risco revelou-se 43% superior no segundo trimestre, e 35% no terceiro trimestre da gestação.


O estrabismo é um problema comum que afecta a visão de cerca de 3% das crianças.


A exposição do feto a substâncias químicas é uma das causas desta patologia. E caso não seja corrigido, o estrabismo pode provocar a perda irreversível da visão.


Na investigação, as grávidas foram entrevistadas duas vezes ao longo da gestação e depois passados 6 meses,  e aos 18 meses do nascimento da criança. No total foram identificados mais de 1.300 casos de estrabismo com base em registos do Danish National Birth Cohort.



28-04-2010

Notícias por mês:  
 
Votar

Cria um countdown da tua gravidez


 
comments powered by Disqus