Por Favor aguarde...
 
   Lembrar dados
 
   Esqueci-me da password
 
 
 

Quando escolheu o nome do seu bebé?

Ver Resultados

Mês 1

O primeiro mês de vida do bebé é sem dúvida o mais importante tanto para os pais como para o bebé, assim este artigo será também o mais extenso, abrangendo as primeiras 4 semanas de vida do bebé.


Primeira semana:


A primeira semana de vida do bebé trás grandes mudanças para os pais. É uma adaptação à nova faceta materna e paterna para cuidar do bebé, da mesma forma que a criança está a adaptar-se a uma nova vida. Não espere muito de si durante estes primeiros dias… Se alguém lhe oferecer ajuda, aceite!


Nas primeiras semanas de vida do bebé, ele vai estar centrado em perceber tudo o que lhe rodeia. Precisará de ser ajudado nesta nova etapa da sua vida, que é substancialmente diferente de quando estava na barriga da mãe. As necessidades do bebé passam por coisas tão simples como: comer, estar quente e confortável.


Aconchegue-o e aqueça-o, pegue-o suavemente e junto a si e alimente-o quando tiver fome.


O seu bebé começará por ter reflexos para sugar e a fazer pressão com a língua. Isto são necessidades de nutrição que terá de ser alimentado por biberão ou por amamentação. Isto naturalmente é uma óptima forma de ligação para com o bebé, um maior contacto com ele, onde deverá também massajá-lo.


Se vai fazer a amamentação, terá de ser paciente enquanto o seu bebé se alimenta. Poderá demorar algumas semanas até ambos se sentirem confortáveis neste processo de alimentação do bebé.


Na primeira semana poderá sentir-se:


  • Exausta;
  • Dores do pós parto;
  • Cãibras abdominais devido às contracções do útero;
  • Poderá sentir-se deprimida, o que é comum no pós parto;
  • Desconforto na zona mamária;
  • Medo ou receio quanto à sua capacidade de ser uma boa mãe;
  • Suores nos primeiros dias.


Segunda Semana:


Preto, branco e objectos vermelhos, é o que o seu bebé verá melhor. Ele vai também adorar estudar a sua cara e mexer o máximo que conseguir. Ele vai centrar-se nos objectos que estejam a pequenas distâncias dos seus olhos.


Quando o seu bebé chorar, conforte-o, pois os recém-nascidos não têm capacidade de manipular e todos os mimos devem ser dados.


Vários estudos comprovam que quando há uma resposta rápida e sistemática por parte dos pais ao choro dos bebés, estes têm tendência para irem chorando cada vez menos.


Algumas razões para o choro do bebé:


  • Fome;
  • Necessidade de sugar;
  • Reacção à mudança do ambiente que o rodeia;
  • Desconforto (estar molhado, demasiado quente ou frio, gases, etc.);
  • Sente-se sozinho.


Como dar conforto ao seu bebé:


  • Dê-lhe de mamar, ou através do amamento ou do biberão, sempre que ele tenha fome;
  • Balance o seu bebé com movimentos suaves e repetitivos;
  • Tome um banho morno com o bebé, acalmando a criança e a si.


A primeira ida ao pediatra será por volta das duas semanas após o nascimento do bebé. O pediatra conhecerá os pais e o bebé através de perguntas sobre o sono, alimentação e actividades dos pais e bebé entre alguns possíveis exames que façam ao bebé.


Poderá também sentir-se exausta por estar constantemente a acordar, de forma a facilitar este processo aproveite para descansar sempre que possa, faça pequenas sestas, o trabalho da lida da casa pode esperar.


Terceira Semana:


Poderá notar que o bebé irá começar a responder aos barulhos que fizer, se os for repetitivamente ele começará a associá-los. Ele responderá aos sons com piscar de olhos, com o olhar ou franzir de olhos e acordando de sonos leves.


Sons comuns e pequenas actividades não tem qualquer implicação nesta idade. Mesmo assim é importante que não haja muito barulho para o bebé dormir, de forma a não estar constantemente a acordar.


A amamentação aqui já é feita de forma mais natural e confortável para ambos, sendo que se isso não acontecer deverá consultar o seu pediatra ou enfermeira. Se notar algum tipo de dor ao amamentar deverá consultar um médico de imediato, podendo correr o risco de ter uma infecção mamária.


Por esta altura, alguns bebés podem começar a demonstrar sinais de cólicas. Se a criança começar a chorar e puser os pés para junto do seu peito constantemente e durante algumas horas, isto poderá ser sinal de cólicas. Geralmente as cólicas têm um padrão repetitivo, ocorrendo geralmente nas mesmas alturas do dia.


20 por cento dos bebés são afectados com cólicas, a causa é desconhecida, mas muitos pediatras afirmam que é o resultado de um sistema digestivo imaturo. As cólicas têm tendência para desaparecer após o seu terceiro mês de vida.


Quarta semana:


Aqui o bebé irá começar a estar mais atento, observando, ouvindo e a tentar associar pistas na forma como as pessoas interagem com ele, estudando os seus movimentos. Vai começar a reconhecer os familiares e aqueles mais próximos, podendo corresponder com sorrisos.


O mais fascinante acontecerá nas próximas semanas, em que começará a tentar falar, com algum tipo de sons. É espantosa a rapidez do crescimento dos bebés nas primeiras semanas de vida.


Não é demasiado cedo por esta altura para se começar a criar rotinas diárias para o bebé. Aliás, até o ajudará a aprender a confiar no seu ambiente. Ajudará também a criar rotinas quanto ao sono, criando-se rituais que ele identificará como hora de dormir.


Não estranhe se o seu bebé continuar a acordar durante a noite, que poderá durar várias semanas ou mesmo meses. Isto varia de bebé para bebé.


Algumas mulheres poderão sentir-se bastante realizadas por ter um bebé e um fantástico parceiro, mas poderão continuar a sentir-se deprimidas. Isto poderá tanto ter de mau como também é considerado normal.


As hormonas poderão ser a causa, apesar de não haver uma explicação definitiva quanto a este estado. A boa notícia é que na maioria das mulheres este síndrome de pós parto não costuma durar mais que 48horas.


Se a depressão demorar mais que duas semanas, juntando sintomas de sonolência, perda de apetite, ansiedade e agressividade para com o bebé, deverá mesmo consultar o médico e pedir aconselhamento. Deve isso a si mesma para seu bem e do bebé.


Mais...

Mês 2
Mês 3
Mês 4
Mês 5
Mês 6
Mês 7
Mês 8
Mês 9
Mês 10
Mês 11
Mês 12

 
Votar
  ,  ,  ,  , 
Tags

Cria um countdown da tua gravidez